Cocada Preta: Narrativas Étnico Raciais de Gênero

CocadaPreta

 

Vinculado à Pró-Reitoria de Cultura da UFCA, o projeto desenvolveu uma edição impressa do caderno experimental, contando com uma rede de colaboradores voluntários para contar um pouco de sua proposta e da história que precede e procede suas narrativas; esteve no apoio e organização de eventos relevantes para a população negra e indígena no cariri (como o IX Artefatos da Cultura Negra), ajudando na mediação de espaços, no fortalecimento de debates, na rede comunicacional e em quaisquer demandas organizacionais que pudesse; participou de seminários, simpósios e mesas redondas, dentro e fora do Cariri. Além de toda a ocupação do espaço acadêmico, o projeto ganhou facilmente a recepção da comunidade caririense, sendo convidado para realização de oficinas, rodas de conversa e espaços de organização política voltados para a juventude negra.

Ao ser proposto, o Cocada Preta surgiu com a perspectiva de ser um instrumento de ampliação do debate acerca das populações negras e indígenas no Cariri e no Ceará. Traçando este percurso, também, a partir das mulheres, sujeitos LGBTT’s e demais populações marginalizadas. Sob tutoria da professora do curso de jornalismo Elane Abreu de Oliveira, o projeto também foi um importante elo para os estudantes negros e cotistas do curso. Criaram-se espaços de escuta e partilha com estes estudantes, tais momentos se apresentaram como fundamentais no fortalecimento destes sujeitos dentro do espaço acadêmico, bem como uma preparação para o enfrentamento das desigualdades no mercado de trabalho.

O Projeto “Cocada Preta: Narrativas Étnico Raciais de Gênero” valoriza a importância da diversidade de opiniões presentes na universidade e fora dela. Ampliando o horizonte dos leitores para além de estereótipos ou estigmas, a intenção é promover a preservação da memória, da história e da cultura desses sujeitos, utilizando de múltiplas linguagens artísticas e jornalísticas.

O projeto pretende continuar tomando esses debates como ferramenta política, utilizando da arte, da poesia, da crônica, da palavra e da fotografia para aproximar as discussões das pessoas. O “Cocada Preta” é uma experimentação do jornalismo cultural regional, com olhar inédito sobre as histórias que não são contadas. Expandindo a proposta do caderno experimental lançado em 2018, vislumbra em 2019 se tornar ainda maior por registrar, preservar e espalhar essas histórias. Nisto, dedicar-se-á à organização de um banco de dados substancialmente maior e mais complexo, com esforços jornalísticos voltados à produção de uma enciclopédia. Pretende-se manter a relação entre teoria e prática como via pela qual o projeto realiza suas atividades, contemplando a urgência de uma comunicação melhor contextualizada.

Professor Coordenador – Elane Abreu

Bolsista – Pâmela Queiroz, Cauê Henrique e Romênia Gomes

Redes Sociais@cocadapretacariri

Contatos:  cocadapretacariri@gmail.com

css.php