I Mostra de Impresso na UFCA

IMG_6377

Por Dalila da Silva

O I Impressões – Mostra de Impresso promovido pelos estudantes do curso de Jornalismo aconteceu no pátio da UFCA / Campus Juazeiro do Norte no dia 04 de setembro, com o objetivo de discutir sobre o jornalismo impresso e literário a partir da produção de sete revistas vinculadas a cultura e extensão na universidade, sendo elas: Bárbaras, Pequiá, Caracteres, Memórias Kariri, Corte Seco, Paraíba e Cocada Preta.

Nesta matéria, fala-se especificamente de duas revistas: a Pequiá, uma revista literária com seis edições produzidas e a Corte Seco, uma revista de audiovisual, sendo sua primeira edição.

PEQUIÁ

IMG_6408

Foto: DCOM

Trata-se de uma revista literária produzida através de parceria entre a Pró-Reitoria de Cultura da UFCA e o Sesc Crato. A produção tem como objetivo dar visibilidade à produção literária local, apresentando escritores e temas que influenciam a região do Cariri. Além de difundir a literatura como um instrumento que auxilia o cidadão a pensar de maneira crítica, promovendo a diversidade e o fortalecimento da cultura regional. A revista tem quatro publicações anuais. Sua quinta edição foi lançada durante a Mostra de Impresso.

Nessa edição temos uma entrevista com Tércia Montenegro, autora de “Turismo para Cegos”. Em entrevista a autora fala sobre sua trajetória, infância, prêmios, feminismo e influências, além de discutir seu livro e contar um pouco do seu próximo trabalho literário. Para Paulo Rossi, bolsista e repórter da revista: “todas as edições só existem por conta dos colaboradores, ilustradores e a equipe que participou de todo o processo de produção”.

IMG_6399

Foto: DCOM

A revista também traz um perfil do micro contista, Daniel Viana, que esteve no Cariri no início do ano para ministrar oficinas no Sesc. No perfil, fala sobre sua escrita, processos criativos, arte de rua e literatura enquanto forma de resistência. E na seção “Livre Escrita”, Tiago Coutinho, professor do curso de Jornalismo, traz uma discussão baseada em sua tese “Iracema, horizontes de memória do mito incessante”, em que desconstrói o livro de José de Alencar e o mito de fundação do Ceará.

Link da revista.

CORTE SECO

É uma revista, fruto de três projetos vinculados à Pró-Reitoria de Cultura da Universidade Federal do Cariri (PROCULT/UFCA): Cineclube UFCA, Laboratório de Cultura e Visualidades e Fórum de Audiovisual da UFCA, todos voltados para o campo do audiovisual. A primeira edição foi lançada oficialmente em Nova Olinda junto ao Armazém dos Saberes, mas outros lançamentos foram realizados no V Foto Síntese, no Sesc Crato e agora, na mostra.

Capa-CORTE-SECO-1

De acordo com Paulo Rossi, editor e redator da Corte Seco, “a revista surgiu este ano e vem do desejo de debater sobre audiovisual dentro e fora do Cariri Cearense”. A produção, definida por ele como “híbrida”, apresenta textos didáticos, acadêmicos e para todos os tipos de leitores de audiovisual. Comenta também, que o nome “Corte Seco” foi uma sugestão do professor da UFCA e mestre em estudos de Cinema e Audiovisual, Rodrigo Capistrano. Trata-se de um dos cortes mais usados no cinema, “um corte brusco e entre respirações”.

Os textos da revista são constituídos de várias sessões: Resenha de filmes e curtas, ensaios, entrevistas e matérias especiais escritas por alunos e professores de vários cursos da instituição e convidados. Todo o projeto gráfico foi desenvolvido pela estudante de jornalismo, Júlia Marques.

O objetivo da Corte Seco é fomentar o debate sobre audiovisual dentro e fora do Cariri Cearense valorizando produções e eventos regionais, como também comentar sobre os estrangeiros e assim preparar terreno para o curso de audiovisual da universidade.

Link da revista.

css.php